O que é Instabilidade Vertebral | Dr. Rodrigo Gorayeb

Instabilidade Vertebral

A coluna vertebral é uma cadeia de ossos, interpostos por discos deformáveis que conferem flexibilidade à mesma, suportando a cabeça e tronco. A estabilidade da mesma depende não só desses ossos, as vértebras, e seus elementos articulares – elementos estáticos – mas também do sistema muscular associado – elementos dinâmicos.

A instabilidade gerada por alterações fisiológicas em qualquer um destes elementos causa sobrecargas noutras estruturas e potenciais lesões. É causada pelo envelhecimento natural, degeneração dos discos, hérnias discais, traumas, alterações posturais, desequilíbrios musculares, etc.

Os sintomas de instabilidade vertebral são múltiplos, compreendendo além de dor, que pode irradiar da zona lombar para a anca e membros inferiores com limitações de mobilidade. A dor aumenta com a permanência por muito tempo na mesma posição, sendo que a alteração da mesma costuma aliviar. Dada a sensibilidade e vulnerabilidade aumentadas, qualquer movimento repentino pode provocar um aumento de tensão em estruturas já de si fragilizadas.

Geralmente, afecta os discos L4 ou L5, havendo envolvimento degenerativo dos mesmos e de elementos articulares vizinhos. É comum também em doentes com espondilolistese pós-traumática ou pós-cirúrgica ou com estenose lombar descompensada.

O seu diagnóstico pode ser complicado pois os sinais clínicos podem ser pouco evidentes, apesar da dor e sensibilidade em certos movimentos serem características. Os meios imagiológicos são fundamentais para a confirmação da mesma, assim como testes clínicos específicos.

O tratamento da instabilidade vertebral passa pelo reforço muscular, exercícios de Pilates e pela estabilização vertebral.